quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Sapatos altos ou rasos?

O estilo conta. Mas não é tudo. Saiba porquê e veja os modelos que a favorecem mais.

  • Saltos Altos
Dos 5 centímetros para cima, o céu é o limite. Objecto de controvérsia, são aqueles que oferecem uma maior sensação de poder e elegância. Má postura, entorses e dores dos pés são, no entanto, alguns dos problemas frequentes de quem usa constantemente saltos altos.

«Quanto mais alto for o tacão maior é a tendência para fazer força na parte da frente do pé, ou seja, no ante-pé, que é a zona mais problemática», explica Jacob Frischknecht, médico ortopedista.

Os sapatos com cunha dão maior estabilidade ao tornozelo, mas não evitam que o pé esteja numa posição anatomicamente desadequada. «Basta olhar para o raio-X de um pé calçado num sapato de salto alto para ver como os ossos do pé e todo o esqueleto ficam alterados para manter o equilíbrio», alerta.

Apesar de não ser o modelo mais confortável é o preferido de muitos. «É tudo uma questão de hábito e vale a pena mudar», realça.

  • Saltos médios
Até 5 centímetros, são os mais indicados. São seguramente uma opção a considerar se pretende manter o estilo sem desafiar as leis da gravidade.

São a alternativa mais sexy para quem não consegue equilibrar- se em saltos muito altos,. Contudo, se pensa que poupam os seus pés e coluna, engana-se.

«Qualquer salto acima dos dois centímetros é desadequado para a integridade dos pés e postura», refere Jacob Frischknecht, acrescentando: «A partir do momento em que o calçado modifica a posição natural todo o corpo tem de se adaptar à nova postura para manter o equilíbrio, sacrificando a coluna».

Se não quer separar-se de vez dos saltos altos tente, pelo menos, usar um modelo mais confortável nos dias em que tiver de estar várias horas em pé ou andar muito. Só não espere gostar dele logo após os primeiros passos.

«Há sempre um período de adaptação ao novo par», especialmente se vai andar uns degraus abaixo do costume, faz questão de sublinhar.

  • Saltos rasos
Sem qualquer tipo de salto, podem tornar-se incómodos, apesar de ser o modelo que oferece o maior apoio, protecção e estabilidade ao pé.

São a melhor solução, em termos de conforto e protecção. Não devem ser completamente rasos, mas ter um salto de um a dois centímetros para oferecer apoio, proteger a planta do pé do impacto ao tocar no chão e garantir a estabilidade do calcanhar.

«Felizmente, as pessoas dão mais importância ao conforto e começam a surgir cada vez mais sapatos perfeitamente anatómicos e bem feitos», refere o especialista. O modelo ideal é «aquele que permite à pessoa sentir-se confortável para andar um dia inteiro e que tem o tamanho certo, evitando feridas e bolhas».

Os sapatos de pele duram mais e não aquecem tanto os pés, no entanto, os de sola de borracha são mais confortáveis. «É o caso dos ténis que felizmente hoje já fazem parte da indumentária feminina.»

5 comentários:

anf disse...

eu gosto mais de calçado baixo, mas gosto de apostar em calçado bom, não compro qualquer coisa

Patrícia Pierra disse...

Olha, depende de cada ocasião um tipo de salto...
Eu prefiro no dia a dia um sem salto, e a noite, em festas um saltãão!!

:**

Malinha viajante disse...

Que são lindos aqueles sapatos de 10 cm ora pois são, mas na nossa calçada não dá ;) Não costumo usar acima de 5cm e adoro as minhas bailarinas que ficam sempre bem com tudo!

Maria disse...

O problema é o sexo, ou o sex appeal.

Lê este post: http://roupa-acessorios.blogspot.com/2009/12/sapatos-significam.html

Maria disse...

Olá,

Vi o comentário e respondi assim:

"Todas nós (mulheres)gostamos. às vezes apetece-nos uns, poutras vezes apetece-nos outros.
Por isso temos tantos. :)"

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin