quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Os segredos das mulheres bem vestidas

Então estamos a fazer uma dieta de compras? Sim. Mas não tem de parecer que se está a morrer à fome. 
Veja o exemplo das mulheres francesas e aprenda a fazer compras de forma inteligente.
Eis cinco dicas de mulheres com estilo sobre como se vestir de uma forma esplendorosa e poupar dinheiro ao mesmo tempo.


  • Tenha um plano de compras

As mulheres americanas adoram descontos e tendem a fazer compras impulsivamente. Pelo contrário, as francesas fazem compras de um modo planeado e são selectivas. Só vão a uma loja de roupa quando precisam de uma determinada peça.
A empresária da Internet, Ludovica Pellicioli, que trabalha na Liquida, em Milão, desenvolveu os seus conhecimentos acerca de como fazer compras em Paris, onde cresceu. "Tenho sempre um plano em mente quando faço compras," refere.
"É isto de que preciso, é isto de que gosto, é aqui que posso encontrá-lo. Só raras vezes é que saio de casa para ir exclusivamente às compras."
Pellicioli planeia o seu guarda-roupa cada temporada ao avaliar aquilo que já tem no seu guarda-vestidos e acrescentando cuidadosamente peças à sua colecção. Para o guarda-roupa deste Inverno, comprou um casaco de Rick Owens.
Pagou cerca de 2000 dólares, mas veste o casaco vários dias por semana, por vezes com calças compridas, outras por cima de um vestido, sendo que utiliza tanto para eventos durante o dia como à noite.


  • Compras selectivas

As mulheres americanas têm o hábito de perder a cabeça com peças que não precisam necessariamente. As mulheres francesas evitam esbanjar dinheiro de forma extravagante ao comprarem apenas meia dúzia de peças de roupa indispensáveis todos os anos.
A estilista francesa Anne Fontaine, famosa pelas suas camisas brancas, afirma que "para além de uma bonita blusa, todas as mulheres devem ter umas calças de ganga fantásticas, calças pretas, uma saia perfeita, um vestido curto preto fabuloso e um casaco para cada temporada."
Pense neste conjunto de peças essenciais como um ponto de partida, junte-lhe mais alguns acessórios, e as possibilidades são infinitas.
Por exemplo, um vestido preto curto pode ser usado com jóias elegantes para um evento formal, ou com um casaco para um jantar de negócios ou com umas sandálias de tiras para um cocktail.



  • Avalie todas as compras

As mulheres francesas avaliam qual a frequência com que serão capazes de vestir as peças que compram. A estilista Catherine Malandrino aconselha as mulheres a ponderarem cuidadosamente as suas compras.
"As mulheres francesas não se limitam a comprar uma peça porque está na moda," explica Malandrino. "Elas reflectem mais acerca da peça.
Quantas vezes é que a pode vestir? É suficientemente versátil para ser utilizada no dia-a-dia, no trabalho, em festas informais? E será que vai querer usá-la vezes sem conta?"
Aquele casaco com lantejoulas pode ficar fantástico num cabide de uma loja mas é mais do que provável que não o possa utilizar no escritório.
Por outro turno, um casaco de um smoking pode fazer conjunto com umas calças de ganga para um ar informal ou com um vestido de cetim para um evento formal à noite.
Natural de Grenoble, em França, Malandrino aprendeu com a sua mãe a formar um guarda-roupa distinto, comprando apenas roupas confortáveis feitas de tecidos de alta qualidade. "A minha mãe tinha uma blusa Yves Saint Laurent que vestia sempre. Ano após ano, temporada após temporada, parecia nunca envelhecer."


  • Saiba quando esbanjar … e em quê

Para se montar um guarda-roupa de qualidade é necessário gastar mais em menos e investir em fantásticos acessórios.
Render-se a uma mala Louis Vuitton de 800 dólares ou a uma Hermès Kelly de 5000 dólares pode parecer extremamente extravagante, mas quando o custo é amortizado durante várias décadas de utilização, o preço da mala pode parecer mais razoável.
Outras peças dispendiosas, como coloridos lenços de seda de estilista ou um par de sapatos de estilista, também podem durar anos.
"As mulheres francesas preferem a qualidade à quantidade," refere Fontaine. "Esta é uma verdade que se aplica ao vestuário mas também à comida e bebida. De um modo geral, a qualidade de vida é muito importante no estilo de vida francês."



  • Não vá em modas

Ao invés de seguirem modas, as mulheres francesas são fiéis aos estilos e cores que lhes ficam melhor. Afinal de contas, copiar os estilos das passerelles não é para todas.
Símbolos da elegância francesa, como a act riz Catherine Deneuve, conhecida pelos seus vest idos pretos de cocktail e casacos impermeáveis, criam o seu próprio est ilo e mantêm-se fiéis ao mesmo.
Deborah Ricard, que trabalha como relações públicas na TSE cashmere e cresceu em Versailles, em França, diz que as mulheres francesas abraçam a sua individualidade.
"Nunca vão usar o que as revistas e os famosos lhes dizem para usar. Em vez disso, escolhem e usam roupas que se enquadram na sua personalidade. Trata-se mais de vestir aquilo com que se sente bem e que lhe assenta bem. Acima de tudo tem de ser algo que seja natural, não implique um esforço."
Uma das coisas que mais irrita Ricard é ver mulheres vestidas dos pés à cabeça com roupa de est ilistas. Ela defende antes a ut ilização de diferentes est ilos e uma mistura criativa.
Ricard mistura peças vintage e novas, juntamente com peças de estilistas caras e pechinchas. Malandrino é mais uma das que defende que as pessoas se devem vest ir de modo eclét ico, sendo que gosta de misturar vestidos de cocktail com casacos de mota e misturar calças de ganga e t -shirts com jóias vintage ou cintos exclusivos. "As mulheres devem ser as suas próprias est ilistas," conclui.

2 comentários:

roupa-acessorios disse...

Concordo com a ultima parte das francesas.
E acredito que pensem muito bem antes de fazer compras.

Com preços tão elevados não dá para ir ás compras por passatempo.

E ainda bem.

Deu-lhes a melhor sabedoria possível: " as mulheres devem ser as suas próprias estilistas".

Agenda de Mulher disse...

Olá, gostei imenso deste post, e acho que dá dicas fantásticas.
Bjs

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin